GOVERNO DE MINAS LANÇA IV BIENAL BRASILEIRA DE DESIGN


Principal evento de design do país será realizado de 19 de setembro a 31 de outubro, no Palácio das Artes e outros pontos da capital mineiraO Governo de Minas Gerais lançou nesta quinta-feira (13), em Brasília, durante evento promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a IV Bienal Brasileira de Design 2012, o principal evento de design do país, que será realizado entre os dias 19 de setembro e 31 de outubro. Participaram do lançamento a secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, o reitor da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Dijon Moraes Júnior, e o superintendente da Fiemg, Sérgio Lourenço.
O tema principal desta edição é a Diversidade Brasileira, com a apresentação das referências e tendências nacionais e internacionais. A mostra principal da bienal ficará exposta no Palácio das Artes e se chama “Da Mão à Máquina”. Além disso, haverá uma série de eventos destinados a apresentar as principais iniciativas do design desenvolvidas no país. As obras e mostras ficarão expostas nas galerias do Palácio das Artes e em outros locais da capital mineira, como a Casa Fiat de Cultura, a Serraria Souza Pinto, o Museu de Artes e Ofícios, o Ponteio Lar Shopping, a UEMG e o Museu das Minas e do Metal, no Circuito Cultural Praça da Liberdade. Todas as atrações terão entrada gratuita. A quarta edição da Bienal está sendo realizada pelo Governo de Minas Gerais por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico (SEDE), de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e de Cultura (SEC), além da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), e da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), sob a coordenação técnica do Centro Minas Design (CMD), vinculado à UEMG.
Fim de um ciclo
Por sua forte inserção em diversos setores da atividade econômica, o design é considerado um diferencial competitivo para os produtos, com forte potencial para a geração de negócios. Para a secretária Dorothea Werneck, que foi uma das criadoras do Programa Brasileiro de Design, quando ocupava o cargo de ministra da Indústria e Comércio, a realização da IV Bienal é o fechamento de um ciclo. "Estamos completando um ciclo que foi iniciado há quase 20 anos, quando foi criado o Programa Brasileiro de Design. Para o Governo de Minas, a realização deste evento é a oportunidade de recolocar o Estado nos cenários nacional e internacional", afirmou ela. O reitor da UEMG, Dijon Moraes Júnior, destacou que a programação da Bienal contará também com uma série de ações voltadas para o público acadêmico, incluindo o Fórum Internacional do Design com Processo, o Open School (intercâmbio de experiências entre áreas acadêmicas de design) e o Seminário Internacional Design & Emoção. “Além do enfoque nos negócios e na competitividade, é muito importante pensar também na formação das pessoas que pensam o design”, observou Moraes.
Vocação brasileira em alta
De acordo com a curadora geral, Maria Helena Estrada, a mostra principal “Da Mão à Máquina” vai apresentar aos visitantes desde a vocação brasileira para o artesanato, partindo de exemplos da cultura popular, até a produção industrial do país. Sendo assim, a exposição será composta por diversos produtos ligados ao mobiliário, utensílios para a casa, moda, jóias, chegando a alguns meios de transporte. "Não é possível, para um país se tornar global, sem antes ser local. Esta é a linha mestra que norteia a principal mostra da IV Bienal do Design", disse a curadora. Um destaque da vertente industrial da exposição é a apresentação de uma série de novas tecnologias de produção, ainda raras e recentes no Brasil e que hoje ganham novas denominações em virtude do desenvolvimento que alcançaram. Para saber mais sobre a Bienal, confirma a programação completa no site www.bienalbrasileiradedesign.com.br

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Matricule-se agora!

Matricule-se agora!
Tutoria particular, 90 reais por mês!

Shoptime!

-->

Postagens mais visitadas deste blog