e

Live livre ou live paga?

Porquê motivos um produtor deveria promover uma live paga? E, quais as ferramentas o mercado oferece para produzir um evento desses?


Essas têm sido as perguntas que mais recebe por e-mail; e vêm de produtores, músicos, empreendedores de cultura com certa dificuldade de aceitar o cenário e as mudanças na forma de atuação no mercado.




Enfim, comecemos pela concentração de esforços naquilo que todos almejam que é a audiência e o engajamento do público.


Neste caso, o tema será a "Live Gratuita" pois quando um produtor quer bombar na audiência, irá abrir espaço para novos públicos e possíveis novos seguidores/clientes/fans.


Aí, vem a questão que o produtor deve pensar com olhar estratégico! Quem serão os patrocinadores? Quem vai impulsionar esse conteúdo e com qual investimento? Já que o evento é "gratuito", quem vai arcar com os custos?


Esse será o "Machado a ser amolado" - termo do marketing digital, onde está implícito que o planejamento é 90% de todo trabalho bem-sucedido. - planejar e captar recursos com patrocinadores certos fará com que o evento seja pago para os que trabalham nele; e, gratuito para a felicidade da audiência.


No caso do oposto, as lives pagas são também patrocinadas e podem gerar lucros, entre outros ganhos na audiência mais engajada que o artista tiver.


Pensar nas dimensões adequadas para um evento desses é determinante para o sucesso final e o alcance dos resultados esperados.


Qual dimensão? Mundial, local, nacional ou por grupos específicos. Perguntas feitas com pensamento estratégico dirão sobre os números finais do evento online.


Técnicos, cenotécnicos, iluminadores, figurinistas, músicos, locações, etc. Mais as regras e os protocolos a serem respeitados por conta do vírus da covid-19. Tudo isso e mais algumas encrencas são de responsabilidade do produtor cultural.





E agora, com tantos trabalhos online, a figura do assessor remoto ou secretário remoto/virtual toma mais espaço nas equipes de produção.


Ou seja, a gratuidade de todas as coisas é relativa. Tudo tem custo, tem gente que presta serviços e paga contas, portanto precisa receber cachê. Enfim, fazer eventos gratuitos é genial e generoso - melhor ainda é produzir eventos gratuitos que sejam custeados por publicidade, patrocinadores ou apoiadores com recursos.


Clique nos anúncios e dê sua parcela de contribuição, sempre!!!





19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

APSA CAPTAÇÃO E PROMOÇÃO DE VENDAS - Belo Horizonte/MG - Brasil |CNPJ 33.670.425/0001-67 | +55 (31) 3418-1729 | Atendimento Online no WhatsApp (31) 98487-2880