Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Conselho Municipal de Cultura

Americanas.com

Lacerda golpeia a cultura, a sociedade e a democracia

Imagem
Alérgico a processos democráticos, Marcio Lacerda, morador de Nova Lima, prefeito de Belo Horizonte, reeleito bisonhamente por apenas 36% do eleitorado (676.215 votos), usou aécionevesmente , a Fundação Municipal de Cultura (FMC) para atingir o Conselho Municipal de Cultura de Belo Horizonte (CMCBH), espaço institucional democrático em que, por diversas vezes, seus constituintes se posicionaram contra a política do “Sem Política”.  Mas para que serve a democracia se não puder equilibrar as divergências da malha social? Certamente para atender aos investidores de campanha do loiro pisca-pisca-mente-mente. Ressentido (#xatiado) por ter sido  vaiado publicamente , debochado e fortemente criticado pelo setor cultural, que organizou estrondosas manifestações pela cidade, marchinhas carnavalescas e até criou uma surreal praia no Centro, Lacerda iniciou em 2011 alterações no edital da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (LMIC), que afetam, sobretudo, a autonomia do CMCBH, a participação

Conselheiro fica fora do incentivo à cultura em BH

Comissão municipal decide que integrantes do conselho não podem indicar projetos beneficiados com recursos públicos Bertha Maakaroun  - Publicação:   26/01/2013 06:00   Atualização:   26/01/2013 07:16 A Comissão Municipal de Incentivo à Cultura, colegiado que julga as propostas apresentadas para subsídio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, pôs fim à polêmica e decidiu nessa sexta-feira que conselheiros municipais da cultura não podem participar do edital público para a contratação de projetos. Publicado no Diário Oficial do Município em 28 de novembro, o edital que vai indicar os projetos culturais que serão beneficiados este ano com recursos públicos encerrará as inscrições na quinta-feira. Podem ser inscritas produções de longa-metragem, exposição, de CD ou DVD musicais, publicação de livros ou periódicos e aquisição de equipamentos para entidades culturais sem fins lucrativos. No ano passado, foram investidos R$ 13,8 milhões em 212 projetos vencedores na licitação, q

Conselheiro é vetado de concorrer à Lei de Incentivo Cultural

Imagem
Clarissa Carvalhaes   - Do Hoje em Dia Lucas Prates Conselheiros, assessores do município e agitadores culturais reuniram-se para discutir edital Em reunião-extraordinária, realizada na última terça-feira (22), na Fundação Municipal de Cultura, membros do meio artístico de Belo Horizonte acusaram parte do Conselho Municipal de Cultura de promover uma espécie de “tráfico de influência” na entidade. Segundo os produtores e atores, alguns conselheiros usam o fato de fazer parte do órgão municipal para “levar vantagens” nas concorrências. A reunião discutiu a participação de agentes públicos nas concorrências, visando o acesso à Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Parte do conselho não vê problema no fato de participar do órgão e disputar os recursos ao mesmo tempo. Conforme antecipou o  Hoje em Dia , inciso na lei municipal que rege o setor proibiu os conselheiros de participar das concorrências. Apesar dos protestos de parte do conselho, a Fundação Municipal

Ganhe uma hora de curso aqui!

Ganhe uma hora de curso aqui!
Assista ao vídeo e saiba mais!

Matricule-se agora!

Matricule-se agora!
Tutoria particular, 90 reais por mês!

InfoMoney

Folha de S.Paulo - Ilustrada - Principal