Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Marta Suplicy

Marta Suplicy apresentará planos do Ministério da Cultura

Imagem
Da Redação VEJA MAIS Veja a pauta completa da CE A ministra da Cultura, Marta Suplicy, será ouvida em audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) nesta quarta-feira (17). A tendendo a requerimento dos senadores Cyro Miranda (PSDB-GO) e Ana Amélia (PP-RS),  Marta deve apresentar à comissão as diretrizes e prioridades do ministério para o ano de 2013. Senadora licenciada pelo PT de São Paulo, Marta Suplicy assumiu a pasta em setembro do ano passado, com a promessa de tratar como prioridade a ampliação do acesso à cultura e com propostas de melhorias na área por meio da produção digital. Um dos êxitos da ministra em sete meses de gestão foi a aprovação do vale-cultura, que entrará em vigor no inicio do próximo semestre. A  Lei 12.761/2012 , sancionada no final do ano passado pela presidente Dilma Rousseff, prevê que os trabalhadores contratados em regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) que recebem até cinco salários mínimos (R$ 3.390)

Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados

Imagem
Em sua participação na primeira Audiência Pública da nova Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados (CCULT), a ministra Marta Suplicy afirmou que a sua gestão na Pasta está voltada à formação de uma política de Estado da Cultura e ao acesso à Cultura. Marta também anunciou novidades como o retorno da Diretoria de Livro e Leitura à estrutura do Ministério da Cultura em Brasília – dissociada da Fundação Biblioteca Nacional –; e a expansão dos pontos de Cultura Indígenas, além de apresentar políticas de inclusão do ministério. Durante sua fala, a ministra traçou alguns caminhos que considera importantes para solidificar uma política pública para a cultura. Aos deputados da comissão, pediu a mobilização para a provação da PEC 150. "A cultura tem muito apoio dos deputados e é preciso encará-la como um forte instrumento de dinamização da economia", completou a ministra.  O trabalho pela construção de uma política de Estado foi defendido pela presidente da CCULT - a deput

Dificuldades jurídicas na prestação de contas prejudicam Programa Ponto de Cultura, diz ministra

Imagem
Cultura Marcelo Brandão Repórter da Agência Brasil Brasília – Durante audiência pública, hoje (3), na Comissão de Cultura da Câmara, a ministra da Cultura, Marta Suplicy, manifestou preocupação quanto à viabilidade ao Programa Ponto de Cultura, que considerou como um dos mais importantes do ministério. Ela explicou para os parlamentares que o programa enfrenta dificuldades por causa de questões relacionadas à prestação de contas. “Das políticas que eu encontrei no ministério, [a dos pontos de Cultura] é a mais abrangente e democrática. Mas ela periga naufragar se não tiver uma política de prestação de contas que a parte jurídica aceite. Porque aí não dá, você faz a política e depois o Ministério Público não deixa a gente fazer o terceiro pagamento para o Ponto de Cultura porque eles [os agentes] não conseguiram prestar contas da forma adequada na lei”, explicou a ministra. “Nós temos que, agora, tentar equacionar isso com a parte jurídica, para que a gente possa fazer mais

Presidente da FCP participa de missão ministerial nos EUA

Por Drielly Jardim Em primeira viagem oficial após assumir a Fundação Cultural Palmares (FCP), o presidente Hilton Cobra embarcará, nesta quarta-feira (13), para uma visita de sete dias aos Estados Unidos. Trata-se de uma missão ministerial, onde Cobra acompanhará a ministra da Cultura, Marta Suplicy, aos principais museus de história de Washington e Nova York. O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, o chefe da Assessoria Internacional do Governo do Distrito Federal (GDF), Odilon Frazão e os secretários de Desenvolvimento Econômico, Comunicação, Cultura e Turismo do DF, Gutemberg Uchôa, Ugo de Barros Braga , Hamilton Pereira da Silva e Luis Otávio Neves também acompanham a comitiva. A missão tem como objetivo conhecer experiências de museus virtuais e trocar informações com representantes de entidades culturais americanas vinculadas à temática afrodescendente. A proposta é fomentar as diretrizes básicas da elaboração de projeto executivo, construção e funcionamento do

Irmanação entre Brasília e Washington

Marta prestigia assinatura do acordo de irmanação entre as capitais brasileira e norte-americana A ministra da Cultura, Marta Suplicy, prestigiou o governador Agnelo Queiroz na cerimônia de assinatura com o prefeito do Distrito de Columbia, nos Estados Unidos, Vincent C. Gray, de um acordo de irmanação entre as capitais brasileira e norte-americana. A condição de Brasília e Washington como cidades-irmãs, proposta pela prefeitura da capital norte-americana, permitirá a ampliação das oportunidades globais e de cooperação entre as duas cidades. A expectativa do GDF é que a parceria contribua com a organização dos eventos de grande porte em Brasília, com destaque para a Copa das Confederações, em 2013, e Copa do Mundo, em 2014. A aproximação entre as duas capitais também favorecerá um esperado fluxo de investimentos em projetos estratégicos desenvolvidos atualmente pelo GDF, como o Parque Tecnológico e o Centro Financeiro Internacional. Agenda A ministra Marta Suplicy convidou

Ministra reafirma: reforma da Lei de Direitos Autorais fica pronta neste ano

Marta Suplicy manteve reuniões com acadêmicos ligados ao tema em São Paulo e se mostrou 'determinada' a finalizar a proposta do governo São Paulo – A ministra da Cultura, Marta Suplicy, disse ontem (12) após participar de seminário em São Paulo que o projeto de lei elaborado pelo governo para reformar a Lei de Direitos Autorais ainda está "cru", mas "tem de desencantar" até o final do ano. Algumas horas depois, Marta se reuniu com acadêmicos que lhe haviam pedido uma audiência para discutir o tema e saber quando o MinC enviaria sua proposta ao Congresso e para dar um "empurrãozinho" que ajudasse a destravar o assunto. Ouviram a mesma promessa. "A reforma da Lei de Direitos Autorais começou a ser discutida em 2007, ainda na gestão de Gilberto Gil. Estamos em 2013 e, seis anos depois, o governo não ainda finalizou o projeto", afirmou à  RBA  Pablo Ortellado, professor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da Universidade d

DISCURSO DA MINISTRA MARTA SUPLICY NA CONFERÊNCIA “THE POWER OF SOFT POWER”

São Paulo, 12 de março de 2013 Senhor Embaixador Alan Charlton, Senhora Julia Purcell Senhoras e Senhores Quero de início agradecer à Embaixada britânica e ao Wilton Park pelo convite para participar deste evento. A ambos parabenizo pela iniciativa, que vai trazer um momento de reflexão para o Brasil, onde o soft power é pouco falado em meios que não sejam os acadêmicos e por pessoas que se interessam por questões de política externa, mas é muito praticado no dia a dia das pessoas. É muito oportuna e relevante essa conferência por tratar de tema de interesse para todos os países, e para o Brasil em particular, mas ainda pouco debatido. Como sabem, o conceito de soft power foi formulado pelo Professor Joseph Nye ao longo dos anos 80 e cristalizado em livro por ele publicado em 1990 1 . Naquele momento, o interesse pelo conceito não teve grande repercussão, o que me parece compreensível. Vivíamos, afinal, os estertores da guerra fria, em um mundo polarizado e sempre à espera

'Prioridade do Ministério da Cultura é reformar Lei Rouanet', diz Marta Suplicy

Aprovação do Procultura pretende acabar com concentração de recursos públicos em produções do Sudeste e aumentar participação de criadores negros em editais Por:  Tadeu Breda, da Rede Brasil Atual São Paulo – A ministra da Cultura, Marta Suplicy, disse hoje (12) que o próximo alvo da agenda legislativa de sua pasta será a reforma da Lei Rouanet, que atualmente tramita pela Câmara como  Projeto de Lei 6.722, de 2010 . O texto institui o Programa Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura (Procultura) e está parado na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Casa há quase dois anos. A titular do ministério afirmou que está ultimando os detalhes do projeto com seu relator, deputado Pedro Eugênio (PT-PE), para levá-lo a plenário o mais rápido possível. "Estamos agora nos finalmentes", informou, em entrevista coletiva depois de participar de seminário no Centro Cultural Britânico, em São Paulo. Marta enumerou ainda outras prioridades de sua gestão

Soft Power

Imagem
Na abertura de Seminário, ministra anuncia que TV paga não será incluída no Vale-Cultura Nesta terça-feira (12), a ministra da Cultura, Marta Suplicy, proferiu a palestra de abertura da conferência  Praticando Soft Power: as perspectivas brasileira e britânica , realizada no Centro Brasileiro Britânico, em São Paulo.  A ministra ressaltou a presença crescente do Brasil no cenário mundial na última década e falou sobre o papel estratégico que o país desempenha como um influenciador diplomático e cultural cada vez mais importante. ” O Brasil é um país de economia emergente, sem poder bélico, mas está descobrindo uma outra forma de inserção no mundo, através de suas ideias, cultura e práticas, que são fontes primordiais de poder brando”, argumentou a ministra. Em seguida fez um apanhado de algumas das iniciativas do Ministério da Cultura (MinC) para ampliar a inserção do país dentro do contexto da política externa, por meio da Cultura. Marta falou de ações como a participação do Br

Aviso de Pauta

Ministra abre conferência sobre Soft Power no Centro Britânico Nesta terça-feira (12), a ministra da Cultura, Marta Suplicy, participa da abertura da Conferência “Praticando soft power: as perspectivas brasileira e britânica”. A Conferência foi organizada pela Embaixada Britânica com o Wilton Park, instituição que promove debates sobre temas da agenda internacional, e faz parte da Temporada UKBrasil. Ela acontecerá no Auditório do Centro Brasileiro Britânico (Brazilian British Centre), na Rua Ferreira de Araújo, 741, Pinheiros, São Paulo. Com a palestra “O Poder do Soft Power”, a ministra da Cultura tratará de temas como “O que é o Soft Power e como melhor utilizá-lo”, “Da teoria acadêmica à aplicação prática: o que funciona e por quê?”. Também serão objetos da fala da ministra tópicos como a promoção de valores compartilhados, a construção de confiança, a busca por interesses mútuos, entre outros relacionados ao Soft Power. Como ir “além do futebol e carnaval” e “exercitando

Obras na Pampulha tentarão garantir tombamento pela Unesco

Junia Oliveira  - Publicação:   08/03/2013 07:16   Atualização:   08/03/2013 07:18 Foi dada a largada para o reconhecimento do conjunto arquitetônico da Pampulha, em Belo Horizonte, como Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Ontem, a ministra da Cultura, Marta Suplicy, se reuniu com o prefeito Marcio Lacerda, para apoiar oficialmente a candidatura e acertar detalhes da recuperação do complexo, o primeiro passo para que a região ganhe o título internacional, e anunciar investimentos de R$ 32 milhões do governo federal. No total, serão aplicados R$ 322 milhões na restauração. A ministra não sinalizou data certa, mas garantiu início das obras ainda este ano.  Ela informou que a expectativa é de que o resultado da candidatura a Patrimônio Mundial seja anunciado até 2016. O título é pleiteado pela capital desde 1996. “Tudo está caminhando para que a Pampulha consiga. A decisão por parte do Instituto do Patrimôni

Fórum de Políticas Culturais em MG

Imagem
Marta Suplicy é a primeira ministra de Estado da Cultura a comparecer ao Fórum em Minas A ministra da Cultura, Marta Suplicy, abriu o Fórum de Políticas Culturais, em Minas Gerais, no final desta manhã (7), pedindo minuto de silêncio dos participantes, em homenagem a Chorão, que morreu ontem. Fez um balanço de suas ações à frente do Ministério da Cultura (MinC), tratando de temas como o Vale-Cultura e o Sistema Nacional de Cultura, anunciou o apoio que será dado à candidatura da Pampulha a Patrimônio da Humanidade e também a instalação de um CEU das Artes no Corredor Cultural Estação das Artes ( Clique para ler mais sobre este assunto ). Em seguida, abriu diálogo para ouvir reivindicações da comunidade cultural. Dentre os pedidos que a ministra acolheu está o de valorização dos circos, que pedem recuperação de espaços para apresentações nas cidades. “Vou ver a questão”, respondeu a ministra. Sobre a desigualdade de investimentos em cultura nas regiões brasileiras, em vista d

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Matricule-se agora!

Matricule-se agora!
Tutoria particular, 90 reais por mês!

Soub!