Postagens

Mostrando postagens com o rótulo entrevista

Americanas.com

Walmart Instituto: Economia criativa com a cara do Brasil

Imagem
Desenvolvimento Local 20.03.13 Claudia Leitão, secretária da Economia Criativa Mais do que produtos e serviços, um novo modelo de economia, pautado em cultura, tecnologia e criatividade, tem despontado no País e no mundo, promovendo mudanças significativas no desenvolvimento de muitos territórios. É a economia criativa, fortalecendo a visão de que quanto mais diverso e rico o conteúdo cultural de uma sociedade, maiores as suas possibilidades de desenvolvimento. A Bomba do Hemetério, Zona Norte do Recife (PE), por exemplo, vive essa nova realidade. Com o apoio do  programa Bombando Cidadania , o turismo, a gastronomia, o artesanato e a música se tornaram fundamentais para a geração de renda e a promoção da melhoria da qualidade de vida dos moradores do bairro. O Brasil tem avançado nesse campo com políticas de fomento à economia criativa. Para falar sobre isso, o Instituto Walmart entrevistou Claudia Leitão, secretária da Economia Criativa do Ministério da Cultura (SEC/Min

Entrevista com a ministra Marta Suplicy

Em entrevista ao Valor, ministra fala sobre Vale-Cultura, Cultura na Copa e outros assuntos O jornal Valor Econômico publica uma entrevista com a ministra Marta Suplicy, nesta segunda-feira (25). Entre os temas tratados estão Vale-Cultura, Procultura, Ancine, editais para produtores e criadores negros, direitos autorais, Cultura na Copa do Mundo e outros. Confira: http://www.valor.com.br/cultura/3020108/desafio-do-vale-cultura-e-atrair-apoio-de-empresas Entrevista de Marta ao Jornal Valor vem seguida de artigo sobre os desafios do Vale-Cultura e seu impacto na economia. Confira: http://www.valor.com.br/cultura/3020110/meta-e-movimentar-r-113-bilhoes-ao-ano (Ascom MinC) Fonte: MinC http://www.cultura.gov.br/site/2013/02/25/entrevista-com-a-ministra-marta-suplicy/

Economia Criativa: Empresas Criativas

O Brasil costuma ser bem reconhecido no mundo pela criatividade dos seus artistas na música, no cinema e na pintura. Apesar disso, ironicamente o país é classificado como baixa intensidade criativa quando se fala em inovação nessa indústria que envolve conhecimento, pesquisa e inovação. Estudos recentes do IPEA e da Unesco mostram que o Brasil precisa melhorar os negócios que envolvem a chamada Economia Criativa, setor que reúne a produção de livros, música, cinema, softwares e outras artes e espetáculos. O Ponto de Vista recebe a pesquisadora Júlia Zardo para conversar sobre os fundos de investimento e incubadoras para empresas iniciantes. Ela faz doutorado sobre o tema e coordena o Centro de Cultura Empreenderoa da PUC do Rio de Janeiro. Júlia conta que já há mais de 400 incubadoras no Brasil e que a novidade é o surgimento das aceleradoras de negócio, mostra de que o mercado está amadurecendo. Vídeo da entrevista direto no site:  http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/tv/

É urgente aumentar o número de salas de cinema e dar mais espaço à produção nacional, diz Cacá Diegues

Imagem
Cultura Renata Giraldi Repórter da Agência Brasil Brasília – Cacá Diegues, de 72 anos, considerado uma das referências do cinema nacional, disse à  Agência Brasil  que  a escolha de seus filmes para exibição no Lincoln Center , em Nova York (Estados Unidos), é uma “homenagem ao cinema brasileiro e sua qualidade”. O cineasta alertou, porém, que é urgente haver um incentivo para a instalação de mais salas de cinema no país, assim como ampliar o espaço para a produção nacional. “A coisa mais urgente hoje no cinema brasileiro é aumentar o número de salas e encontrar um jeito de dar espaço aos nossos filmes nas mídias alternativas”, ressaltou Cacá Diegues à  Agência Brasil ,  em entrevista concedida por  e-mail . A seguir, os principais trechos da entrevista. Agência Brasil  - O que representa para o cinema brasileiro a exibição dos seus filmes no Lincoln Center, em Nova York? Cacá Diegues  – É uma mostra retrospectiva de 14 de meus filmes. Acho que isso pode ser tomado como uma

Ganhe uma hora de curso aqui!

Ganhe uma hora de curso aqui!
Assista ao vídeo e saiba mais!

Matricule-se agora!

Matricule-se agora!
Tutoria particular, 90 reais por mês!

InfoMoney

Folha de S.Paulo - Ilustrada - Principal