Americanas.com

Leis de Incentivo ganham novo parceiro

Instituto Sócio Cultural Brasil-Alemanha inicia suas atividades e fomenta o uso dos benefícios fiscais pelo setor privado na realização de projetos sociais, culturais e esportivos


O Instituto Sócio Cultural Brasil-Alemanha (ISCBA) promoveu, nesta semana, a sua inauguração oficial em evento na Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, em São Paulo. Com o objetivo de trabalhar projetos culturais, sociais e esportivos a partir de incentivos fiscais, a entidade faz a interface entre empresas patrocinadoras, proponentes de ações e eventos, e órgãos públicos.
Como resposta ao pouco aproveitamento das leis de incentivos fiscais por parte das empresas, o Instituto surge como agente catalisador das iniciativas previstas pela legislação. Pesquisas apontam que o desconhecimento das leis e a falta de domínio dos trâmites relacionados à estruturação e à efetivação de um projeto são as principais razões pelas quais as empresas deixam de aproveitar os benefícios concedidos pelo Estado. “O Instituto é um grande facilitador na questão de projetos fiscalmente incentivados. Vamos apoiar as empresas na realização dessas atividades tão importantes para toda a sociedade”, afirmou Klaus-Wilhelm Leger, presidente do ISCBA.O evento, que aconteceu na terça-feira (28), apresentou as bases do trabalho da nova entidade, as vantagens e características de cada incentivo fiscal e alguns casos de sucesso das empresas presentes e também dos parceiros proponentes. Um dos palestrantes convidados, Sérgio Ajzenberg, da empresa de marketing cultural Divina Comédia, destacou a importância do patrocínio de projetos culturais para além do benefício fiscal. Segundo ele, a possibilidade de atrelar as marcas das empresas a iniciativas valorizadas pela sociedade abre grandes oportunidades de visibilidade e percepção. “As empresas devem pensar além do Top of Mind, partindo para o Top of Heart”, afirma, sugerindo ações que emocionem a audiência.


A ex-jogadora de vôlei da Seleção Brasileira Ana Moser, presidente do Instituto Esporte e Educação, falou sobre o esporte e as possibilidades que as leis de incentivo abrem nessa área. Ela destacou também a experiência das entidades proponentes de projetos. “Nossa instituição tem condições de apoiar as empresas em ações de relacionamento com a comunidade, ações que propiciem benefícios e promovam uma integração. É um prazer participar com o ISCBA nessa iniciativa que ajuda a construir junto às empresas essa consciência, essa força, essa vontade de investir em diversas áreas que não fazem parte dos seus core business”, disse.
Também acompanharam a cerimônia os representantes do Instituto, Eckart Michael Pohl e Bruno Vath Zarpellon, representantes de empresas como Mercedes-Benz, Allianz Seguros, ZF e Volkswagen e proponentes de projetos como o Instituto Oportunidade Social, além de outros convidados.
O Instituto
As atividades do Instituto são divididas em três etapas. A assessoria e a consultoria são a base para iniciar o processo de estudo e realização das ações. É quando se busca o entendimento das necessidades das empresas e as possibilidades de aplicação prática dos projetos.
Nas etapas seguintes, o Instituto atua ora como selecionador de projetos prontos, estabelecidos por parceiros proponentes, ora como criador do projeto por iniciativa própria ou sob demanda de empresas.
Todo o trabalho é baseado nos incentivos fiscais concedidos pelo poder público nas instâncias federal, estadual ou municipal. Esses incentivos são ferramentas definidas por leis específicas para envolver o setor privado em ações de interesse da sociedade nas áreas cultural, social e esportiva.
Cases
Para ilustrar as aplicações das leis de incentivo, alguns projetos foram apresentados durante a cerimônia. Exemplos práticos ajudaram a esclarecer a dimensão das possibilidades abertas por esses benefícios fiscais.
Luis Dix, superintendente de Marcas e Ações de Relacionamento da Allianz Seguros, falou sobre os quatro projetos patrocinados pela empresa com recursos de dedução fiscal em 2012. O destaque foi dado para o Festival Varilux de Cinema Francês, mostra de doze filmes inéditos do país europeu, exibidos durante o mês de agosto em 33 cidades brasileiras com público total de mais de 50 mil pessoas. Segundo Dix, a iniciativa reforça a presença da Allianz na esfera cultural, já que a empresa tem, há alguns anos, sua marca atrelada a uma das principais redes de cinema comercial no Brasil, da qual é a seguradora.

Fonte: http://www.brasilalemanhanews.com.br/Noticia.aspx?id=2723

Matricule-se agora!

Matricule-se agora!
Tutoria particular, 90 reais por mês!

Postagens mais visitadas deste blog

Produção cultural de A a Z

InfoMoney

Folha de S.Paulo - Ilustrada - Principal

Submarino