Jovens ocupam ruas e praças de Belo Horizonte com poesia, artes plásticas, esperança e alegria


Eles são poetas, designers, artistas plásticos e de outras linguagens culturais e artísticas. Eles são integrantes do Coletivo PoesiaK, que desenvolve o Projeto OCUPADO visando, através de intervenções artísticas em ruas e praças de Belo Horizonte, propor uma reflexão sobre a relação entre o jovem e o espaço público.

O PoesiaKé um dos coletivos jovens apoiados desde 2011 pelas fundações e institutos empresariais do Brasil ligados à RedEAmérica, como parte do Programa Iniciativa Comum.
O Coletivo PoesiaK nasceu em 2009, como um coletivo de artistas em várias áreas, objetivando a utilização de elementos simbólicos para dialogar com a cidade e proporcionando, então, um contato entre arte e política no exercício da cidadania. O grupo também procura caminhos para a produção coletiva de estudos artísticos, de ocupação da juventude na cidade e ações em cultura e desenvolvimento social. O coletivo nasceu de reflexões amadurecidas no Instituto Undió e Instituto Imagem e Cidadania.

Intervenções urbanas e artísticas já foram realizadas em vários pontos da região central de Belo Horizonte, como a rua Padre Belchior, onde está localizada a sede do Instituto Undió. Com o apoio da RedEAmérica, em função do Programa Iniciativa Comum, as atividades do Coletivo PoesiaK foram ampliadas.

O registro do percurso do coletivo até o momento será apresentado na revista OCUPADO, que será lançada até o final do ano. O projeto OCUPADO tem, assim, o objetivo de “estimular e fomentar a partir da arte de intervenção, uma nova percepção e, consequentemente, uma nova relação com os espaços urbanos, entendendo a cidade não apenas como um meio de circulação mas como um desdobramento do próprio indivíduo”, segundo um manifesto dos seus integrantes.

O Coletivo PoesiaK também desenvolve ações com outros coletivos jovens de Belo Horizonte, muitos deles reunidos por exemplo na iniciativa “Nessa rua tem um rio”.

Coletivos jovens como o PoesiaK, localizados nos quatro estados da Região Sudeste, recebemdesde 2011 o apoioda Iniciativa Comum. Como parte da Iniciativa Comum, o Bloco Brasil passou a apoiar em 2011 três redes de coletivos de jovens. “Foi com Iniciativa Comum que muitos desses coletivos receberam pela primeira vez o apoio de uma instituição. Isso é muito importante não apenas pelo aspecto financeiro, mas pela valorização e fortalecimento institucional”,afirma o jornalista Cassio Martinho, consultor de redes para organizações governamentais e não-governamentais e que acompanhou as ações da Iniciativa Comum.

O Bloco Brasil daRedEAmérica é integrado por Instituto Arcor Brasil, Fundação Aperam Acesita, Fundação Otacílio Coser, Instituto Votorantim, Instituto Camargo Corrêa, Instituto Holcim, Instituto de Cidadania Empresarial, Instituto IndusvalMultistock de Sustentabilidade, Instituto Walmart, Fundação Francisco Xavier Kunst e Natura.

Americanas.com

Postagens mais visitadas deste blog

@Binoculocultura

@Binoculocultura
Notícias para seus projetos!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *