Postagens

Para jamais esquecermos com o quê temos compromisso...

Na fauna cultural temos de tudo. Têm os que "vivem de cultura", têm os que tentam manter a "cultura viva", têm os que se viram e "viram-latas". Enfim, é uma fauna extremamente diversa. No entanto, é preciso compreender, o que estamos defendendo é muito maior que espaços, territórios de atuação profissional. São espaços de continuidade e para que isso seja viável, é preciso visão sistêmica e muita paciência. É bom reler as palavras que seguem abaixo: "Discurso do ministro Gilberto Gil na cerimônia de abertura do Seminário Internacional sobre Diversidade Cultural BRASÍLIA, 27 DE JUNHO DE 2007 Caros colegas da Cultura, ministros e autoridades máximas da Cultura, Caros artistas e pensadores do Brasil e cidadãos do mundo aqui presentes, Meus amigos e minhas amigas, irmãos das Américas, gente do Norte, da Central, do Caribe, do Sul, saúdo a todos. Gostaria de cumprimentar nossos parceiros do Mercosul Cultural, caros Secretários de Estado da Cultur

Cenário trazendo fortes emoções e talvez, os piores fiascos...

O cenário cultural anuncia fortes emoções provocadas pela disputa interna por ocupação de espaços de poder. Porém, no novo Ministério da Cultura e nas novas Secretarias Estaduais de Cultura já observam-se perfis muito diferentes dos conhecidos. As últimas nomeações valeram-se de currículos acadêmicos focados em atuações menos engajadas e mais "publicadas". Tem sempre os espertinhos de plantão esperando alguma becha de oportunidade e, por causa disso, muitos têm dito aos quatro ventos como é bom acreditar na dita "Economia Criativa". Infelizmente, se não houver cautela com este movimento mercadológico que pode nos tornar escravos de globalismos, poderemos esquecer de importantes detalhes como nos resguardar em termos de aspectos jurídicos, de defesa do patrimônio imaterial e de riscos da invasão da tirania globalizante sobre o que nós produzimos. Teremos algumas sérias e complicadas lutas que poderão desmantelar o que já foi instituído e certamente, mais uma vez,

A HORA DA TURMA DO MARKETING

Até agora, observamos as mudanças no Ministério da Cultura (MinC) como mera troca de nomes e de perfis profissionais. No entanto, vê-se claramente que o posicionamento dos novos secretários e secretárias do MinC consiste numa controversa maneira de gerir as atividades do setor, em detrimento de importântíssimas mudanças já instituídas. Tínhamos o ecletismo, a paciência democrática de dar voz e vez às camadas populares e seus movimentos. Havia espaço para as contradições do ainda não definível campo dos direitos autorais; na clara intenção de compartilhar conhecimento que deve ser de todos e servir a todos desde que sejam respeitados e reconhecidos seus criadores. A questão dos direitos autorais é assunto determinante para o futuro, para a definição sólida e democrática do acesso a acervos, da possibilidade de todos poderem aprender e conhecer informações que, por vezes, poderiam ser consideradas dignas ou não-dignas de alguns poucos. Definitivamente, o assunto não pode ficar cercado a

Binóculo 2011

Retomamos as atividades lembrando as importantes mudanças acontecidas na virada de 2010 para 2011. A posse da primeira Presidenta da República do Brasil (e ELA faz questão que assim seja chamada); a nomeação tão esperada de um nome para o Ministério da Cultura; enfim teremos uma Ministra, Ana de Hollanda. E, aqui pelas bandas serranas de Minas, a nomeação de Eliane Parreiras para a Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais - jovem, Eliane Parreiras, traz experiências dos setores público e privado. Em entrevista para o Jornal Estado de Minas, publicada em 08 de janeiro no Caderno EM Cultura, a Secretária de Cultura, destaca sobre Leis de Incentivo: "O bom programa é prever várias formas de financiamento, maior diversidade de formas de financiamento, maior a diversidade cultural. Isso é inquestionável." Outra importante questão, é a pouca atenção que os profissionais do setor cultural têm dado ao planejamento de sua atuação em eventos mundiais como a Copa do Mundo 2014 e

Natal *** FELIZ *** 2011

Imagem

No Ministério da Cultura, uma mulher: Ana Hollanda

Novo edital PROCULTURA , no ar!

Está disponível Edital Procultura de apoio a festivais e mostras de música 2010, inscrições abertas até 11 de dezembro. Acessem: http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/2010/12/Edital-procultura-de-apoio-a-festivais-e-mostras-2010-telefone-correto.pdf

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Matricule-se agora!

Matricule-se agora!
Tutoria particular, 90 reais por mês!

Soub!