Belo Horizonte ganha Centro de Referência da Moda


Belo Horizonte vai ganhar no dia 21 de novembro o seu Centro de Referência da Moda. O local que abrigará a novidade é o Centro de Cultura de Belo Horizonte, na esquina entre a rua da Bahia e a avenida Augusto de Lima, no Centro. Criado pela Fundação Municipal de Cultura, o novo espaço reunirá um amplo e diversificado acervo, desde luxuosos vestidos de gala, fraques e finas lingeries até extravagantes chapéus, trousses, luvas e outros acessórios, itens vindos da Coleção Vestuário do Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB). “O objetivo é traduzir a cultura, o estilo e os costumes dos habitantes da capital mineira em diferentes épocas”, disse o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Leônidas Oliveira. Uma pequena mostra desse precioso acervo será apresentada ao público na exposição “A Fala das Roupas”, que será inaugurada no Centro de Cultura de Belo Horizonte (CCBH) para marcar a abertura do Centro de Referência da Moda.

Entre as peças expostas, destacam-se um robe du jour (vestido do dia) de 1873, usado pela noiva para tomar o café da manhã com o marido no dia seguinte ao casamento, um vestido feito para a festa de comemoração da revolução de 1930, um vestido confeccionado pelo conhecido estilista mineiro Marquito, lingeries de seda bordadas, caixa de trabalho de mascate, especialista no comércio de joias e bijuterias, belos vestidos de gala, chapéus, luvas, fraque e uniformes da Guarda Nacional.

“Com esta iniciativa, a Fundação Municipal de Cultura tem planos de mobilizar o mundo da moda em BH, promovendo debates, estudos, desfiles, exposições, seminários e cursos, muitos deles destinados à população de baixa renda, com o objetivo de formar mão de obra especializada para as confecções”, detalhou Leônidas os benefícios que o novo espaço trará para a cidade.

A coordenação geral do Centro de Referência da Moda de BH ficará a cargo de Marília Albuquerque Salgado. Segundo ela, o espaço irá centralizar várias ações de apoio a estudantes universitários de moda, professores, estilistas, profissionais do comércio, indústria e comunidade em geral. “A moda hoje é pensada não como futilidade, mas como fenômeno sociocultural, capaz de nos dar informações preciosas sobre os costumes de uma época e de um povo, além de movimentar a economia de um país”, comentou.

O Centro de Cultura Belo Horizonte, equipamento do Museu Histórico Abílio Barreto, abrigará temporariamente o Centro de Referência da Moda, até que este projeto se consolide na cidade, receba doações para ampliar o acervo e ganhe instalações próprias. Por enquanto, todo o seu acervo permanecerá guardado nas reservas técnicas do MHAB, em condições adequadas para sua preservação. O centro de cultura é dotado de duas salas para exposição, salão de música, acesso gratuito à internet e biblioteca. Em breve a biblioteca contará com acervo sobre moda, que ficará à disposição do público para consulta.

Americanas.com

Postagens mais visitadas deste blog

@Binoculocultura

@Binoculocultura
Notícias para seus projetos!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *