II Colóquio Celso Furtado


Debate sobre cultura e desenvolvimento acontecerá na próxima terça-feira, dia 13, em Brasília
O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria da Economia Criativa (SEC/MinC), realiza na próxima terça-feira, 13, em Brasília, no auditório da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), o II Colóquio Celso Furtado sobre Cultura e Desenvolvimento. A abertura, às 9h30, será feita pela secretária da SEC, Cláudia Leitão.
Segundo de uma série de colóquios que têm a finalidade de promover um debate sobre o papel da cultura para o desenvolvimento do país, o encontro em Brasília, no Centro-Oeste, faz parte de um ciclo de discussões que estão percorrendo as cinco regiões brasileiras.
O primeiro ocorreu no Nordeste, na Paraíba, em 26 de julho, marcando o dia do nascimento do economista Celso Furtado, em Pombal (PB). Nas demais regiões, os colóquios chegarão em 2013: Curitiba, em 21 de março; Belém, 23 de maio; e São Paulo, 21 de agosto.
A iniciativa é realizada em a parceria com o Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento (www.centrocelsofurtado.org.br) e o Instituto Itaú Cultural. A entrada é franca e reúne especialistas, gestores públicos, professores, estudantes e demais interessados no tema. A ideia é retomar a discussão sobre cultura e desenvolvimento a partir do pensamento do economista paraibano.
Celso Furtado
Um dos cientistas sociais latino-americanos mais lidos no mundo, Furtado criou a Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste), foi ministro do Planejamento no governo João Goulart (1961-1964) e ministro da Cultura, em 1986, no início da redemocratização do país.
Cláudia Leitão explica que o ex-ministro propôs um desenvolvimento desconcentrador, fundamentado na diversidade cultural brasileira. “Ele compreendia que a nossa cultura e os produtos tradicionais brasileiros também poderiam constituir um insumo estratégico para o desenvolvimento regional”, afirma.
A socióloga e economista Tânia Bacelar, que foi dirigente da Sudene e hoje integra o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, é uma das palestrantes deste segundo colóquio.
O professor e pesquisador da Universidade de Brasília (UnB), José Jorge de Carvalho, Ph.D em Antropologia Social; e o professor de Pós-graduação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Carlos Antônio Brandão, são os outros expositores.
Após os debates haverá a cerimônia de premiação dos vencedores do Prêmio Economia Criativa – Edital de Apoio a Estudos e Pesquisas, cujo resultado final foi homologado no dia 1º de novembro.
(Texto: Marcelo Leal, SEC/MinC)
(Foto: Fernando Rabelo)

Americanas.com

Postagens mais visitadas deste blog

@Binoculocultura

@Binoculocultura
Notícias para seus projetos!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *