Amapá: Governo do Estado cria linha de crédito aos empreendedores culturais


Da Redação
Agência Amapá
O governo estadual, por meio da Agência de Fomento do Amapá (Afap), em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) e Conselho Estadual de Cultura, criou a linha de crédito Afap Empreendedores Culturais.
A linha, em fase de conclusão, faz parte da estratégia montada pela empresa para fomentar setores-chaves da economia amapaenses, como tecnologia, construção, indústria e, agora, a cultura.
A criação da nova linha segue o mesmo ritual empregado para a criação das três outras que tiveram a participação efetiva dos representantes do público para o qual as linhas foram criadas: donos de lojas de informática, construção civil e agora os produtores culturais, representados pelas instituições voltadas à cultura.
A nova linha oferece até R$ 15.000,00 aos produtores culturais, com taxa de 1% e prazo de 12 (capital de giro) e 24 meses (investimento fixo). A linha pode trazer uma novidade, um prêmio pela pontualidade no pagamento, segundo declaração do presidente da agência, Savio Peres, a redução da taxa de juros para 0,90%.
Além disso, a última parcela do empréstimo será paga pelo Estado, tudo para garantir a pontualidade no pagamento. As vantagens da linha aos empreendedores culturais não terminam por aí, pois junto com o crédito os empreendedores irão receber orientação sobre plano de negócio.
Troféu Afap Empreendedores Culturais
O prêmio, que está sendo confeccionado pelo artista visual Josafá, faz parte da estratégia montada pela empresa para fomentar setores da economia amapaense, como tecnologia, construção, indústria e, agora, a cultura.
O Troféu Afap Empreendedores Culturais não tem por finalidade premiar a obra do artista, mas sua atitude empreendedora diante das demandas e dificuldades que sua atividade artística apresenta. Para concorrer ao prêmio, o artista, ou coletivo de artistas, deve obedecer aos seguintes critérios: ser brasileiro ou naturalizado brasileiro e residir no Amapá há pelo menos três anos; desenvolver seu trabalho em um dos dezesseis municípios amapaenses de forma regular e constante; sua arte não deve ser agressiva ao meio ambiente nem causar sofrimento ou risco aos animais (de qualquer tipo ou fauna), nem fazer alusão a qualquer tipo de barbárie ou humilhação à pessoa humana.
O trabalho do artista deve, necessariamente, ter reflexo na sociedade, seja na geração de emprego, formação cidadã ou mesmo na descoberta de novos talentos e/ou formação de público consumidor de arte; considere-se arte toda atividade humana com finalidade lúdica, que expressa uma filosofia e uma estética própria.
O Troféu Afap Empreendedores Culturais irá premiar os empreendedores culturais das seguintes categorias:
- Artes Visuais;
- Literatura;
- Artes Cênicas (teatro, circo e afins);
- Áudio Visual - Música;
- Dança;
- Tradições Populares;
- Jornalismo Cultural.
A escolha dos premiados será feita por uma curadoria formada por um membro da Afap, um membro do Consec e um membro da Secretaria de Estado da Cultura. Tanto o prêmio quanto a linha de crédito se afinam à política cultural do governo estadual de fomentar a cadeia produtiva da cultura. O lançamento da linha e do Troféu Afap Empreendedores Culturais será dia 28 de dezembro, na escadaria do Teatro das Bacabeiras, e conta com o apoio da Secult, Consec, Teatro das Bacabeiras e de diversos empresários parceiros da Agência de Fomento do Amapá.

Manoel do Vale/Afap
Fonte: Agência do Pará

Americanas.com

Postagens mais visitadas deste blog

@Binoculocultura

@Binoculocultura
Notícias para seus projetos!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *