Economia Criativa: Artesãos comemoram R$ 6,5 mil em vendas no Sarau Du Brown

Parceria com o Sebrae levou para o evento empreendedores da economia criativa

Gustavo Rozario



Mateus Pereira
Irmãs empreendedoras afirmam que Sarau Du Brown é vitrine para firmar bons negócios
Janela de oportunidades para o setor criativo e palco de interação entre música, cultura, artesanato, turismo, moda e gastronomia. Assim foram as quatro edições do Sarau do Brown, que teve a sua temporada de verão finalizada neste sábado, 16, no Museu du Ritmo, na capital baiana. Realizado pelo sexto ano sob os comandos de Carlinhos Brown, o Sarau consolida um casamento promissor de três anos entre diversas linguagens artísticas e as atividades relacionadas à Economia Criativa.
Para o superintendente do Sebrae Bahia, Edival Passos, o Sarau é palco da mistura bem-sucedida da boa música, das atividades da economia criativa e de bons negócios. “Tem sido uma experiência positiva. Aproveitamos a idealização desse porta-voz da cultura, que é Carlinhos Brown, para alavancarmos setores criativos com grande potencial no nosso estado. Ao longo desse ano, pretendemos apoiar o Projeto Afródromo, que resgata as tradições, valores e história da Cidade Baixa”, anuncia.

Com o envolvimento de mais de 400 atividades profissionais formalizadas, a cadeia produtiva da economia criativa tem no espaço um terreno fértil para ampliação da garantia de mercado, inovação, gestão, qualificação profissional e geração de negócios. Parceiro do Sarau, o Sebrae promoveu ações na área de gastronomia, com espaço de degustação da gastronomia baiana, artesanato, com rodízio de artesãos, além de oferecer gratuitamente consultorias para cerca de 30 ambulantes que trabalharam no entorno da festa.

Antes do Cacique e seus convidados iniciarem uma jam session cheia de surpresas, os agentes do Sebrae iniciaram, na área externa do Museu, a avaliação que pretende reconhecer os três vendedores ambulantes que se destacaram em critérios como boas práticas de manipulação de alimentos, apresentação pessoal e atendimento. No dia 20 de fevereiro, a Instituição vai realizar cerimônia de premiação, às 9h, no sétimo andar do auditório do edifício-sede, na Rua Horácio César, nº 64, no bairro Dois de Julho.
Mateus Pereira
Vendedor ambulante aposta na boa apresentação e na qualidade dos produtos para atrair mais clientes
O ambulante e empreendedor individual Edvaldo Oliveira, 57 anos, proprietário da Barraca Luar dos Drinks, reúne todas as qualidades para figurar entre os três finalistas. Com 20 anos de experiência, o vendedor sabe como atrair clientes e aposta na boa aparência das frutas, carnes e bebidas. “Sempre me preocupei em oferecer o melhor. Não sirvo nada do que eu não comeria ou beberia na rua. Ser atencioso e educado são diferenciais do meu serviço”.

Bastante visitado por turistas e baianos, o espaço reservado aos artesãos, em parceria com o Instituto Mauá, permitiu que empreendedores e associações divulgassem e comercializassem seus produtos. Para as irmãs Rosemary Gomes e Gal Fuloh, proprietárias do Ateliê Neghafuloh, presente em todas as edições, o envolvimento dos consultores e a preocupação em sempre buscar inovação são essenciais para enriquecer o negócio. “A participação em feiras, rodadas e festas são a prova de que o negócio é acreditar e apostas cada vez mais em inovação”, ressaltam.

De acordo com a gestora do Projeto Expoarte Bahia, Cida Fernandes, a estimativa é que tenham sido gerados R$ 6,5 mil em vendas nas quatro edições. “Considerando a média de preço dos produtos, as vendas foram significantes para gerar renda. Além disso, os estandes renderam oportunidades de transações pós-evento. O sucesso é fruto de uma seleção prévia de acordo com o perfil do público, aproveitando as potencialidades do artesanato para um canal de comercialização que amadurece a cada ano”, explica.
Mateus Pereira
Chef Jô da Bahia apresenta a criação "paella nordestina", em homenagem ao Cacique Brown
Nesta edição, o Sebrae convidou para o Sarau o chef Jô da Bahia, vencedor do Comida Di Buteco 2012, que vai serviu na área VIP do evento a sua “paella nordestina”, em homenagem ao Cacique Carlinhos Brown. “Criei esse prato há três anos, esperando que ele viesse no meu buteco, e agora tenho a oportunidade de mostrar o meu trabalho para um público maior. O Sebrae e a Associação Brasileira de Bares e Restaurante na Bahia (Abrasel) acabaram me presenteando com a participação nesse espaço de degustação”, comemora o empresário.

Passarela para a banda Lateral Elétrica, Arnaldo Antunes, Chico César, Luiz Melodia e Mira Callado, o Museu recebeu também a mais nova coleção do estilista Robério Sampaio. Encerrando os desfiles de estilistas baianos com produção de Tininha Viana, Robério fez uma coleção pré-inverno com foco no preto e branco, estampas que imitam peles de animais e muitas plumas. “É uma honra mostrar um trabalho com a cara desse caldeirão multicultural, com pegada africana”.

Agência Sebrae de Notícias Bahia
(71) 3320-4557 /4558 / 9222-1612 /9174-9142
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
www.ba.agenciasebrae.com.br
www.twitter.com/sebraebahia
www.facebook.com/sebraebahia
Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia

Americanas.com

Postagens mais visitadas deste blog

@Binoculocultura

@Binoculocultura
Notícias para seus projetos!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *