Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Patrimônio Imaterial

Edital para Fomento do Patrimônio Cultural Imaterial de Grupos de Imigração

Imagem
O Departamento do Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (DPI-IPHAN) lança nesta terça-feira, dia 02, edital para Apoio e Fomento ao Patrimônio Cultural Imaterial de Grupos de Imigração. A iniciativa é uma das ações do Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI) instituído pelo governo federal em 2000.   Serão selecionados projetos de apoio a manifestações e práticas culturais de grupos de imigração formadores da sociedade brasileira, que contemplem, no mínimo, uma das seguintes atividades: mapeamento, pesquisa, produção bibliográfica e audiovisual, ações educativas, formação, capacitação, transmissão de saberes, apoio à organização e à mobilização comunitária e promoção da utilização sustentável dos recursos naturais. A intenção é valorizar as referências identitárias de grupos e comunidades provenientes de processos de migrações internacionais para o Brasil, visando contribuir para a promoção de sua sustentabilidade cultural. As

Água mineral de Minas pode virar patrimônio histórico

Imagem
Parque das Águas de São Lourenço pode ser tombado por recomendação do Ministério Público ao Iepha, e fontes minerais que deram origem à cidade se tornariam patrimônio imaterial Gustavo Werneck Publicação:   22/03/2013 06:00   Atualização:   22/03/2013 07:13 A área de 490 mil metros quadrados é o maior atrativo da cidade do Sul de Minas: no local há oito fontes, algumas delas incluídas entre as melhores do mundo No Dia Mundial da Água, celebrado nesta sexta-feira, uma boa-nova para os protetores do meio ambiente e admiradores das belezas de Minas. O Ministério Público estadual enviou recomendação ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha) para que o Parque das Águas de São Lourenço, na Região Sul, seja tombado “em função de seu relevante valor cultural para o município e o estado”. A instituição pediu também o registro do uso das águas minerais como patrimônio imaterial, algo inédito no país em se tratando desse recurso natural, de acord

Novo edital do IPHAN apoiará projetos voltados à cultura afrodescendente

Imagem
O Projeto de Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial deverá ser relacionado à música, canto e dança de comunidades afrodescendentes localizadas no Brasil O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) lançará, entre o mês de março e abril de 2013, edital para seleção de projetos com a finalidade de apoiar manifestações e práticas culturais relativas ao patrimônio imaterial de populações afrodescendentes. As atividades dos projetos deverão envolver ações de mapeamento, pesquisa, produção bibliográfica e audiovisual; ações educativas, formação, capacitação e transmissão de saberes; apoio à organização e à mobilização comunitária, à promoção da utilização sustentável dos recursos naturais, entre outras que se relacionem ao universo da música, canto e dança e contribuam para a continuidade da existência de bens culturais imateriais e/ou para a gestão participativa e autônoma da preservação de práticas tradicionais referenciais de comunidades afrodescendente

Curso a distância sobre Patrimônio Imaterial divulga turmas de selecionados

Imagem
J á está disponível no site do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) a lista com os nomes dos selecionados para duas turmas do curso a distância Patrimônio Imaterial: fortalecendo o Sistema Nacional, que tem como objetivo ampliar a discussão e mobilizar a sociedade em torno da salvaguarda do Patrimônio Imaterial – considerando a gestão compartilha pela União. Os selecionados estão entre os 3,2 mil inscritos em todo o país. A proposta inicial era abri apenas uma turma com 200 alunos, mas em função da dimensão e importância que a temática do patrimônio imaterial tem ganhado em todo o Brasil, os organizadores abriram mais uma turma que oferecerá outras 200 vagas aos alunos selecionados a partir das inscrições já recebidas. Veja a lista de aprovados :  Turma 1 [aqui]  e   Turma 2 [aqui] A seleção dos candidatos foi pautada por percentuais de proporcionalidade por estados que compõem as regiões do país (sendo Norte – 25%, Nordeste – 25%, Centro-oeste – 20

Curso a distância sobre Patrimônio Imaterial contata selecionados

Imagem
Com o objetivo de ampliar a discussão e mobilizar a sociedade em torno da salvaguarda do Patrimônio Imaterial – considerando a gestão compartilha pela União, Estados e Municípios, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em parceria com a UNESCO, realizará o curso a distância “Patrimônio Imaterial: fortalecendo o Sistema Nacional”.  A fase de inscrições contou com 3.200 solicitantes para as 200 vagas ofertadas inicialmente e demonstrou a dimensão e importância que a temática do patrimônio imaterial tem ganhado em todo o Brasil. Com isto, os organizadores abriram mais uma turma que oferecerá outras 200 vagas aos alunos selecionados a partir das inscrições já recebidas.  A seleção dos candidatos foi pautada por percentuais de proporcionalidade por estados que compõem as regiões do país (sendo Norte – 25%, Nordeste – 25%, Centro-oeste – 20%, Sudeste – 15% e Sul – 15%) e por segmento profissional (Gestores Públicos – 35%, Gestores Detentores – 30%, Professor

O forró para patrimônio imaterial

Passeata cultural pede ao Minc pelo tombamento do ritmo Do JC Online Uma passeata cultural foi realizada pelos integrantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) no último sábado para promover o forró como patrimônio imaterial. A caminhada foi da Praça do Carmo até o Alto da Sé, em Olinda. Um grupo de maracatu feminino, o Conchitas, ao lado de uma orquestra de frevo, animou a andada: “Os encontros da UNE terminam sempre com esta culturata. Desta vez vamos chamar atenção para a proposta que lançamos nesta bienal de tornar o forró patrimônio imaterial da humanidade. Fred Zeroquatro, da Mundo Livre S/A, e Alceu Valença já confirmaram que apoiam a iniciativa”, diz Daniel Iliescu, presidente da UNE, no cargo há um ano e meio. Quinta-feira ele recebeu o apoio da Secretária Executiva do ministério da Cultura, Jeanine Pires, que comentou a proposta da entidade estudantil: “Ontem estivemos na Bienal da UNE e eles manifestaram oficialmente o desejo que o Iphan - que é o órgão q

Forró será indicado para se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

Imagem
A iniciativa é da União Nacional dos Estudantes com o apoio do Ministério da Cultura Divulgação/Empresa Brasil de Comunicação Ampliar Forró será indicado para se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade Projeto da União Nacional dos Estudantes (UNE) de fazer com que o Forró seja considerado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade será apoiado pelo Ministério da Cultura. A secretária executiva da pasta, Jeanine Pires, afirmou nessa quinta-feira (24), durante a 8ª Bienal de Arte e Cultura da UNE, que o ministério irá com os estudantes ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) levar o projeto adiante. “Fiquei muito feliz quando o frevo entrou nesse rol das preciosidades que temos. O forró, com toda a sua raiz e significância, tem chance de se tornar patrimônio e representar o País no mundo”, disse Jeanine.  A inscrição do Frevo - Expressão Artística do Carnaval do Recife, em Pernambuco, como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

IPHAN e UNESCO no Brasil oferecem curso a distância sobre Patrimônio Imaterial

Estão abertas as inscrições, até o dia 8 de fevereiro, para o curso Patrimônio Imaterial: fortalecendo o Sistema Nacional, uma realização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e da UNESCO no Brasil por meio do Projeto Difusão da Política do Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil, e com coordenação técnica da Inspire | Gestão Cultural. Com aulas ministradas a distância, pela internet, o curso acontece entre os dias 1º de março e 4 de maio de 2013. Serão oferecidas 200 vagas para profissionais de todo o Brasil. A iniciativa faz parte das comemorações dos 10 anos da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, de 2003.  O curso, estruturado em oito disciplinas, tem como objetivo fortalecer as capacidades locais para implementação e execução de políticas de patrimônio imaterial nos estados e municípios brasileiros, por meio da capacitação de gestores culturais para atuarem na salvaguarda do patrimônio cultural imaterial – legislação, id

IPHAN e UNESCO oferecem curso a distância de Patrimônio Imaterial

Estão abertas as inscrições, até o dia 8 de fevereiro, para o curso  Patrimônio Imaterial: fortalecendo o Sistema Nacional , uma realização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e da UNESCO no Brasil por meio do Projeto Difusão da Política do Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil, e com coordenação técnica da Inspire | Gestão Cultural. Com aulas ministradas a distância, pela internet, o curso acontece entre os dias 1º de março e 4 de maio de 2013. Serão oferecidas 200 vagas para profissionais de todo o Brasil. A iniciativa faz parte das comemorações dos 10 anos da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, de 2003. Será feita seleção das inscrições enviadas e o resultado será divulgado a partir do dia 20 de fevereiro. O curso, gratuito, estruturado em oito disciplinas, tem como objetivo fortalecer as capacidades locais para implementação e execução de políticas de patrimônio imaterial nos estados e municípios brasileiros, por meio d

Discurso da ministra durante solenidade que elegeu o Frevo Patrimônio Imaterial da Humanidade

Paris, 05 de dezembro de 2012 Senhor Presidente, bom dia. Em nome do Governo brasileiro, cumprimento todos os presentes. Aos membros do Comitê, venho expressar gratidão pela inscrição do “Frevo: Expressão Artística do Carnaval do Recife” na Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Agradeço igualmente aos membros do Órgão Subsidiário pela avaliação positiva desta candidatura, e ao Secretariado pela valiosa orientação. O Frevo, uma das mais tradicionais formas de expressão do carnaval do nosso país, é originário do nordeste brasileiro, em especial das cidades do Recife e de Olinda, no Estado de Pernambuco. Etimologicamente, o termo “frevo” deriva de corruptela do verbo “ferver”, que em português significa “bouillir”, expressão literal do modo de ser caloroso do povo brasileiro e da ebulição de alegria despertada pelo frevo durante o carnaval. Formado por grande mescla de gêneros musicais, de danças, de movimentos da capoeira, de figurinos e de adere

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Matricule-se agora!

Matricule-se agora!
Tutoria particular, 90 reais por mês!

Shoptime!

-->