Hilton Cobra é o novo presidente da Fundação Cultural Palmares



Blog do VilaAssumo a direção da Fundação Cultural Palmares amparado pela minha experiência de artista e militante. A Palmares tem que ser célere no que se refere à solução definitiva das certificações das comunidades quilombolas; dar firme atenção às comunidades tradicionais de matriz africana e criar um plano de trabalho que possibilite a proximidade dos produtores e artistas negros nas esferas do poder econômico brasileiro”.  Hilton Cobra
Foi publicada hoje (26), no Diário Oficial da União, a nomeação de José Hilton Santos Almeida,como o novo presidente da Fundação Cultural Palmares, a convite da ministra da Cultura, Marta Suplicy.Representante do movimento negro, das comunidades de matriz africana e da classe artística, Cobrinha como também é conhecido, substitui Eloi Ferreira de Araujo, que ocupava o cargo desde março de 2011.
Hilton Cobra possui 25 anos dedicados às expressões culturais e artísticas. Como gestor pela direção do Centro Cultural José Bonifácio, da Prefeitura do Rio de Janeiro, entre 1993 e 2000, criou e produziu projetos como: “Nossas Yabás”, “Projeto Griot”, “Zumbi Rio – 300 Anos”, “Kilunge – Feira do Livro Afro-brasileiro” e “Fazendo Arte”.
No currículo, também traz importantes trabalhos como as criações de “Olonadé – A cena negra brasileira”, mostra de discussões sobre o fazer teatral e a busca de uma tábua estética, a partir da perspectiva das culturas de matriz africana, e daCia dos Comuns, que em 2001 surgiu no Rio de Janeiro, a partir da necessidade de se ampliar a presença de Companhias de Teatro Negro Contemporâneo, no cenário cultural brasileiro. Com a Comuns montou: “A Roda do Mundo”, de 2001, “Candances – A Reconstrução do Fogo”, de 2003, “Bakulo” – os bem lembrados, de 2005, e “Silêncio”, de 2007. Em 2008, encarnou o personagem de Lima Barreto, Policarpo Quaresma, na montagem homônima dirigida por Luiz Marfuz, na Sala do Coro do Teatro Castro Alves, em Salvador.  No mesmo ano, ganhou o Prêmio de melhor ator (curta) no Festival de Cinema de Brasília. 
Em Salvador, a Cia dos Comuns e o Bando de Teatro Olodum promoveram o“Fórum Nacional de Performance Negra”, encontro nacional de representantes de grupos e companhias de teatro e dança, artistas, pesquisadores e acadêmicos negros, que teve o objetivo de discutir mecanismos de financiamentos para a produção artística afro-brasileira.
Esteve sempre envolvido com o universo das artes, da cultura e com a defesa da igualdade racial. Seu mais recente projeto é a criação do “AKOBEN”,um movimento de âmbito nacional da classe artística negra que reivindica uma política cultural honesta, inclusiva e verdadeiramente democrática, desenvolvido em 2012.
José Hilton Santos Almeida,  Hilton Cobra, ou Cobrinha é ator, diretor teatral e produtor cultural,nasceu em Feira de Santana, na Bahia, em 25 de maio de 1956, dia dedicado ao Continente Africano.

Postagens mais visitadas deste blog

Como Sites Hub melhoram seu tráfego

Outras fontes!

Folha de S.Paulo - Ilustrada - Principal

CNN Brasil

InfoMoney

Contato

Contato
Clic e faça contato!