Evento é confundido com Virada Cultural de BH e gera manifestações na internet


Série de shows é iniciativa privada, mas foi batizada com o mesmo nome do festival prometido pela PBH

Bossuet Alvim - Portal Uai
Facebook/Reprodução
Material dedivulgaçãose espalhou pela rede social e levantou discussões
O flyer de um evento intitulado de Virada Cultural Belo Horizonte começou a circular pelo Facebook nesta quarta-feira, 21, e aguçou a curiosidade dos interessados pela vida cultural da cidade. As suspeitas eram de que a festa seria a tão aguardada edição do viradão na capital mineira, que teve sua realização aprovada por projeto de lei sancionado em março deste ano pelo prefeito Márcio Lacerda. Trata-se, entretanto, de uma iniciativa privada, que leva o mesmo nome por coincidência e nada tem a ver com o festival público que a administração municipal pretende realizar no segundo semestre de 2013.

Leia também:



O assessor de comunicação da Fundação Municipal de Cultura, Gustavo Medicino, esclarece que os shows da produtora particular recebem apoio da Belotur, mas não representam de maneira alguma a iniciativa da PBH. "Os planos para a Virada Cultural ainda estão totalmente indefinidos, apesar de estarmos conversando quase que diariamente sobre ela", relatou. A primeira edição da virada chegou a ser prevista para o último mês de setembro. De acordo com o representante do órgão público, a realização foi barrada pela Corregedoria do Município, uma vez que a data colidia com as campanhas eleitorais. Agora, pode ser que o festival só estreie em 2013. "Para o ano que vem, o evento já é um fato. Para este ano, não sabemos se haverá tempo hábil para organizar algo de tal porte", explicou Medicino.

Com programação formada em sua grande maioria por bandas cover de clássicos do rock, além de nomes como 14 Bis e Marcus Vianna, a "virada" divulgada não foi bem recebida pelos internautas, que confundiram-na com o evento da prefeitura e se manifestaram por um lineup mais nos moldes do que acontece anualmente na cidade de São Paulo. Produtores culturais e entusiastas defenderam, por exemplo, a presença de bandas autorais do cenário belorizontino, que teriam sido deixadas de lado pelos organizadores.


Americanas.com

Postagens mais visitadas deste blog

@Binoculocultura

@Binoculocultura
Notícias para seus projetos!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *