Postagens

Arquivos digitais esbarram em “muralhas” e direitos autorais

Por Ronaldo Lemos em 02/10/2012 na edição 714 Reproduzido da  Folha de S.Paulo , 1/10/2012; intertítulo do  OI Uma das promessas não cumpridas da internet é de que haveria uma “revolução” da memória. Os conteúdos digitais ficariam imunes às intempéries do mundo físico, permitindo preservar para sempre as criações humanas, traduzidas em simples bits e bytes. Não funcionou. Tudo o que vai parar no mundo digital é efêmero. A tecnologia renova-se, e os formatos ficam obsoletos. Universos inteiros de dados desaparecem ou ficam inacessíveis o tempo todo. Foi o que ocorreu com o Geocities, precursor das redes sociais. Em 1999, era o terceiro site mais acessado do planeta. Em 2009, deixou de existir (há um pouco dele no Internet Archive, mas muito se perdeu). No Brasil, Caetano Veloso queixou-se no jornal  O Globo  sobre o tema. Seu blog Obra e Progresso, criado no processo de gravação do álbum “Zii e Zie”, sumiu também. Para alívio da situação (e dos fãs), parcelas do site estão no

Brasil e Reino Unido assinam acordos para parcerias econômicas, culturais e educacionais

AGÊNCIA BRASIL   O Brasil e Reino Unido assinaram hoje (28) seis acordos para cooperação bilateral nas áreas econômica, educacional e cultural. Os atos foram assinados após reunião de trabalho, no Palácio do Planalto, entre a presidenta Dilma Rousseff e o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, que está em visita oficial ao Brasil. Um dos acordos prevê a troca de informações sobre preparação de megaeventos esportivos. A ideia é usar a experiência britânica na organização dos Jogos Olímpicos de Londres na edição dos Jogos no Rio de Janeiro, em 2016. O intercâmbio vai incluir informações sobre o legado, como obras de transporte, mobilidade e infraestrutura esportiva. No âmbito do Programa Ciência sem Fronteiras, foram assinados três acordos, um deles amplia para 10 mil o número de estudantes brasileiros que serão beneficiados com bolsas para estudar no Reino Unido até 2015. Outro acordo firma uma parceria entre a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e BG Group para

Lei da TV Paga gera explosão de demanda para o setor audiovisual brasileiro, diz diretor da Ancine

Guilherme Jeronymo Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro - ''Estamos diante de uma explosão de demanda'', disse o diretor da Agência Nacional de Cinema (Ancine), Manoel Rangel, durante palestra sobre a Lei 12.485/2011 e as cotas para conteúdo de produtoras independentes nos canais de TV por assinatura. O debate foi parte da programação do Rio Market, evento paralelo ao Festival do Rio. Com a entrada em vigor da lei, a partir de novembro deste ano, os canais de TV por assinatura terão de oferecer uma quantidade de horas de programação com produção nacional e independente crescente. Até 2013, os canais por assinatura deverão ter 3h30 por semana de conteúdo nacional em horário nobre (período das 18h às 24h nos canais abertos e fechados convencionais e das 11h às 14h e das 17h às 21h nos canais para crianças e adolescentes), do qual metade será de produtoras brasileiras independentes. A entrada em vigor da lei é tratada pelo setor como suficiente para o início de um nov

Produtores culturais e investidores não se compreendem, indica pesquisa

Imagem
Cinthya Oliveira - Do Hoje em Dia Produtoras experientes, Gisele Jordão e Renata R. Allucci decidiram mapear a área da cultura em seus diversos âmbitos. A primeira fase da pesquisa, dedicada aos produtores e investidores, pode ser conferida na publicação “Panorama Setorial da Cultura Brasileira”. Foram entrevistados 500 produtores culturais proponentes da Lei Rouanet, além de 40 gestores e investidores da iniciativa privada e órgãos públicos. Alguns resultados foram impressionantes: 63% dos produtores depende de remuneração de outras atividades e apenas 14% deles têm formação específica para esse tipo de trabalho. “Imaginávamos que havia uma baixa profissionalização do setor, mas não que fosse tão baixa. Vimos que são poucos o que sabem realmente como fazer um planejamento”, afirma Gisele Jordão. “A maioria imagina que aprenderá na prática, trocando informações com outros produtores”. Falta de diálogo A pesquisa verificou que há conflitos de pensamentos e interesses entre

Outras fontes!

Folha de S.Paulo - Ilustrada - Principal

CNN Brasil

InfoMoney

Contato

Contato
Clic e faça contato!