Entrega do Prêmio ARede 2012 em São Paulo‬


Ministra da Cultura participa do evento que reconhece iniciativas para inclusão sociodigital
A ministra da Cultura, Marta Suplicy, participou nesta segunda-feira (29/10) da entrega do Prêmio ARede 2012, que aconteceu na sede do Instituto Itaú Cultural, em São Paulo. O evento, que chega este ano à 6ª edição, reconhece iniciativas para inclusão sociodigital de jovens de baixa renda, idosos, grupos étnicos e pessoas com deficiência.
Defensora da internet como um instrumento de ampliação da democracia, Marta Suplicy comemorou a iniciativa da Revista ARede. “É importante estimular e valorizar o trabalho dessas pessoas que fazem produtos, criam redes e se conectam para promover a inclusão digital. Premiações como esta, da sociedade civil, fazem a diferença”, afirmou a ministra.
Beatriz Tibiriçá foi homenageada e recebeu o prêmio de personalidade do ano. Beá é conhecida por seu ativismo em favor da inclusão sociodigital. Ela trabalhou no Governo Eletrônico de São Paulo, criado no período em que a ministra da Cultura esteve à frente da Prefeitura da cidade.
Em sua chegada ao evento, Marta Suplicy recebeu uma carta com contribuições para políticas públicas do MinC. O documento foi produzido pela Metareciclagem, rede que reúne cerca de 400 pessoas em todo país para discussão sobre o uso da tecnologia. “Toda criatividade é bem-vinda nesta área. O ministério fará uma reflexão e avaliará essas iniciativas”, comentou Marta Suplicy.
Valério Bemfica, chefe da Representação Regional do MinC em São Paulo, e Sérgio Amadeu, conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil, também prestigiaram o evento. Durante a cerimônia foram premiados projetos nas áreas de internet, rádio, vídeo e outros meios multimídia, desenvolvidos pelo terceiro setor, empresas e setor público. 
Também na noite desta segunda-feira foi lançado o Anuário ‘ARede de Inclusão Digital’, que traz o mapa dos projetos realizados em todo país. O grupo Embatucadores, formado por estudantes da Escola Estadual Prof. Flamínio Fávero, do Jardim Vista Alegre, foi a atração escolhida para encerrar o evento.
Premiados
O projeto “Enter Jovem Plus” recebeu o prêmio na modalidade Especial Educação. De iniciativa do terceiro setor, foram premiados os projetos “Um Olhar para Cidadania”, “Mawo – Casa de Cultura Ikpeng”, “Revista Espírito Livre”, “Conexão Amazônia – Barco Hospital Abaré” e “Rede de Jovens Comunicadores do Semiárido Mineiro”.
Na modalidade setor público, o prêmio foi para “Uso do QR Code em Etiquetas Acessíveis para Deficientes Visuais”, “Universidade do Trabalho”, “Rede São Paulo Saudável” e “Projeto Particular”. Desenvolvidos pelo setor privado, os premiados foram “Voz Móvel: Mobilidade, Informação e Comunicação ao Alcance de Todos”, “Projeto Eu-Cidadão: Inclusão Digital e Cidadania” e “Rio sem Dengue”.
(Texto: Danielle Ribeiro)
(Luiz Carlos Murauskas)

Americanas.com

Postagens mais visitadas deste blog

@Binoculocultura

@Binoculocultura
Notícias para seus projetos!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *