Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Secretaria de Estado de Cultura

Secretaria de Estado de Cultura faz balanço das ações de 2012 e traça perspectivas para 2013

Imagem
José Carlos Paiva/Imprensa MG    A secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, expôs aos jornalistas as principais linhas de atuação durante 2012 e adiantou as novidades previstas para 2013 A secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, apresentou à imprensa, nesta segunda-feira (17 de dezembro) o balanço das principais ações e realizações, ao longo de 2012, além de uma perspectiva do que está sendo preparado pela Secretaria de Estado de Cultura para o ano que vem. Entre os principais destaques estão os resultados obtidos com as ações de descentralização e interiorização das políticas públicas de Cultura; a inauguração e revitalização de espaços culturais; o aprimoramento dos programas e editais de fomento e incentivo à atividade cultural; as ações de circulação e fruição de bens culturais; as ações de estímulo à cadeia produtiva da Economia Criativa; além da eleição e posse do Conselho Estadual de Política Cultural. Sobre as ações d

Fortaleza: Estado lança edital para projetos carnavalescos

Imagem
Ao final do processo, serão selecionados 58 projetos no Estado, sendo um por município, à exceção de Fortaleza Segundo o Governo, a seleção tem como objetivo democratizar o acesso aos recursos do Fundo Estadual da Cultura e manter a tradição FOTO: MARÍLIA CAMELO A Secretaria da Cultura do Ceará Secult) está com as inscrições abertas, até o dia 18 de janeiro de 2013, para a seleção de projetos relacionados às tradições regionais cearenses voltadas às manifestações carnavalescas. O edital, no valor de R$ 974 mil, oriundos do Fundo Estadual de Cultura (FEC), para o ano de 2013, visa a democratização do acesso aos recursos do FEC para o fomento de bens, produtos e serviços culturais nas várias regiões do Ceará. O documento contempla projetos nas categorias: "Apoio à Programação Carnavalesca"- R$ 400 mil- e "Apoio às Agremiações Carnavalescas"- R$ 574 mil. São consideradas " Programação Carnavalesca", as manifestações populares dedicadas à diversão, foli

Sergipe: Governo lançará crédito para estimular empreendedorismo cultural em SE

Na próxima quarta-feira, 19 de dezembro, às 19h, no Museu da Gente Sergipana, o Governo do Estado dará mais um passo para o fortalecimento da política cultural de Sergipe. É nessa data que será lançado o Credi Cultural, projeto realizado pelo Banese, com apoio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) que visa disponibilizar uma linha de crédito voltada para o empreendedor cultural de Sergipe. O projeto conta ainda com a parceria do Sebrae, Jucese e Conselho de Jovens Empreendedores de Sergipe (CJE-SE). O crédito poderá ser acessado por qualquer pessoa que atue na área cultura, seja firma individual, pessoa física (empreendedor individual) ou micro e pequenas empresas que atuem no ramo cultural, independente do segmento. A secretária de Estado da Cultura, Eloisa Galdino, afirma que a idéia do projeto surgiu com o objetivo de fomentar o empreendedorismo cultural no Estado. "Nossa missão é garantir o desenvolvimento da cultura em Sergipe, por isso, são incessantes as nossas

Amapá: Governo do Estado cria linha de crédito aos empreendedores culturais

Da Redação Agência Amapá O governo estadual, por meio da Agência de Fomento do Amapá (Afap), em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) e Conselho Estadual de Cultura, criou a linha de crédito Afap Empreendedores Culturais. A linha, em fase de conclusão, faz parte da estratégia montada pela empresa para fomentar setores-chaves da economia amapaenses, como tecnologia, construção, indústria e, agora, a cultura. A criação da nova linha segue o mesmo ritual empregado para a criação das três outras que tiveram a participação efetiva dos representantes do público para o qual as linhas foram criadas: donos de lojas de informática, construção civil e agora os produtores culturais, representados pelas instituições voltadas à cultura. A nova linha oferece até R$ 15.000,00 aos produtores culturais, com taxa de 1% e prazo de 12 (capital de giro) e 24 meses (investimento fixo). A linha pode trazer uma novidade, um prêmio pela p

Governo de Minas e Prefeitura de Salinas inauguram o Museu da Cachaça

Imagem
Museu está instalado em um terreno de 13.120m², entre área construída, área expositiva, espaço de convivência e espaços administrativos Divulgação/Secretaria de Cultura Museu da Cachaça mostra uma visão antropológica e sociocultural da bebida tipicamente mineira O  Governo de Minas  e a Prefeitura de Salinas inauguram nesta quinta-feira (20), às 10h, na cidade de Salinas, Norte de Minas, um novo espaço cultural. Trata-se do Museu da Cachaça, cuja implantação irá oferecer à população um equipamento cultural completo. Os ambientes foram criados com base em dois conceitos. O primeiro é o socioeconômico, no qual a cachaça artesanal está retratada em aspectos de produção, circulação e consumo, gerando uma visão antropológica do produto. O segundo é sociocultural, que mostra o significado da bebida como fruto do imaginário coletivo, unindo grupos sociais por meio de seu uso. O museu fica na avenida Antônio Carlos, nº 1.250 – Salinas / MG. O Museu da Cachaça, inicialmente, se

Minas Gerais: Cultura expande políticas para o interior

Gustavo Cunha / MetroBH   leitor.bh@metrojornal.com.br Balanço. Secretaria de Estado interioriza projetos como forma de estimular desenvolvimento local. Para 2013, pasta anuncia início de obras para novo espaço cultural no Maletta e abertura de museus A Secretaria de Estado de Cultura quer colocar em prática um plano articulado para descentralizar e expandir as ações e políticas culturais para o interior do Estado, mobilizando produtores culturais, artistas, cidadãos e gestores. Os detalhes sobre o projeto Minas Território da Cultura foram divulgados nessa segunda-feira (17) pela secretária Eliane Parreiras, durante coletiva de imprensa para apresentar um balanço da gestão em 2012 e as perspectivas para 2013. “O desafio é mobilizar todo o interior em uma ação conjunta e em rede, levando em conta os aspectos de criação e circulação, democratizando o acesso à cultura, com o fortalecimento e qualificação da infraestrutura cultural do Estado”, explicou. A secretária

Descentralização das políticas públicas é destaque na Cultura em 2012

Ação terá continuidade em 2013 com programa que irá percorrer as 10 macrorregiões do Estado, afirmou a secretária Eliane Parreiras em coletiva A secretária de Estado de  Cultura , Eliane Parreiras, apresentou à imprensa, nesta segunda-feira (17) o balanço das principais ações e realizações, ao longo de 2012, além de uma perspectiva do que está sendo preparado pela Secretaria de Estado de Cultura para o ano que vem. Entre os principais destaques estão os resultados obtidos com as ações de descentralização e interiorização das políticas públicas de Cultura; a inauguração e revitalização de espaços culturais; o aprimoramento dos programas e editais de fomento e incentivo à atividade cultural; as ações de circulação e fruição de bens culturais; as ações de estímulo à cadeia produtiva da Economia Criativa; além da eleição e posse do Conselho Estadual de Política Cultural. Sobre as ações de interiorização das políticas culturais, Eliane Parreiras destacou que esta é uma das principai

Secretaria de Estado de Cultura faz balanço das ações de 2012

A secretária Eliane Parreiras abordará as principais ações e realizações do Governo de Minas no setor cultural este ano, bem como as perspectivas para 2013 A  secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras , convida a imprensa para uma entrevista coletiva, nesta segunda-feira (17), no Centro de Arte Popular-Cemig, para a apresentação do balanço das atividades da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) em 2012. Na ocasião, Eliane Parreiras abordará as principais ações e realizações do Governo de Minas no setor cultural este ano, bem como as perspectivas para 2013. Serviço: Entrevista coletiva com a secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras Assunto: Balanço das ações da Secretaria de Estado de Cultura em 2012 e perspectivas para 2013 Data: 17 de dezembro de 2012 (segunda-feira) Horário: 9h30 Local: Centro de Arte Popular Cemig Endereço: Rua Gonçalves Dias, 1.608 - Bairro Funcionários, 1.608 (Entre a Rua da Bahia e Av. Bias Fortes) Fonte:  http://www.agenciam

RODADA DE NEGÓCIOS MÚSICA MINAS - AMPLIANDO HORIZONTES

No último dia 04 de dezembro, 15 representantes da produção musical de Minas Gerais, selecionados via edital, participaram da Rodada de Negócios do Programa Música Minas. Cerca de 70 artistas/grupos estavam representados nesta ação.   Os contemplados, representantes da diversidade musical da produção mineira, tiveram a oportunidade de ampliar seus conhecimentos e fazer contatos com alguns dos principais e mais influentes nomes do cenário musical brasileiro, como: Carlos Calado  – Folha de S. Paulo,  Henrique Ramos Rubin  – SESC,   Gisella Gonçalves  – Selo Borandá,  Fernanda Paiva  –  Programa Natura Musical,  Rossana Decelso  – Saravá Discos/ Ponto de Bala Produções e  Pena Schmidt  – Auditório Ibirapuera/Programa Itaú Cultural. A ação foi promovida pela Secretaria de Estado de Cultura e Fórum da Música de Minas Gerais em parceria com o SEBRAE, no Espaço Minas Gerais, em São Paulo.  Janaina Cunha Melo,  Superintendente de Ação  Cultural  da Secretaria de Estado de Cultur

Mudanças propostas pelo Governo de Minas na Lei de Incentivo à Cultura levantam polêmica no setor

Imagem
Carolina Braga - EM Cultura "A redução da contrapartida seria mesmo uma forma de seduzir o empresariado para a parceria?" Carluty Ferreira, produtor Não há unanimidade sobre a principal mudança proposta pelo governo na Lei Estadual de Incentivo à  Cultura . Na semana passada, o governador Antonio Anastasia enviou para a Assembleia Legislativa projeto que reduz os percentuais da contrapartida obrigatória para empresas que deduzem do ICMS recursos destinados ao setor cultural. Se aprovadas, as novas regras vão vigorar nos próximos 10 anos. Atualmente, funciona assim: se a empresa destina R$ 100 mil a um projeto  cultural  visando deduzir esse dinheiro do ICMS, poderá abater 80% desse valor. Em contrapartida, é obrigada a tirar do caixa 20% (R$ 20 mil) – recursos não deduzíveis – e aplicá-los diretamente na proposta que selecionou, previamente aprovada pelo estado.  De acordo com o projeto que tramita na Assembleia, a contrapartida não deduzível passará de 20% para

Receba cupons especiais!

Receba cupons especiais!
Inscreva-se agora, é grátis!

InfoMoney

Folha de S.Paulo - Ilustrada - Principal

Precisando de inspiração?

Precisando de inspiração?
Canva-Empreendedorismo, artes pra seus anúncios!